quarta-feira, 6 de junho de 2007

dAtA e LoCaL dEfInIdOs

dia 17 de junho, às 18 horas, no Orákulo Chopperia, será lançado o livro o OrVaLhO e Os DiAs, de Nilton Resende, premiado no Projeto Alagoas em Cena 2006, categoria Poesia.
também na categoria Poesia foi premiado Açougue, de Tainan Costa.

na categoria Conto, foram premiados Vermelho nas mãos, de Vanessa Alencar, e Se eu calar, você me esquece, se eu contar, você me abraça?, de Gal Monteiro.

na categoria Romance, Iulana, de Pablo de Carvalho, e O pianista do silencioso, de Carlos Nealdo dos Santos.

os livros de Pablo, Vanessa e Nealdo já foram lançados, podendo ser encontrados nas livrarias.

Nilton, Gal e Tainan ainda lançarão os seus (lançamentos a conta-gotas) - modo de fazer a contemporânea literatura produzida em Alagoas estar presente por mais tempo na mídia, no ouvido, nas mãos de todos.

8 comentários:

Borboletas Azuis de Mª disse...

nil, estou orgulhosa por vc.
desejo q tudo transcorra bem.
estarei lá.
um beijo grande, bruna

(ins)piração disse...

Nilton,


Espero que o orvalho se forme sempre, sempre em tua vida não só porque está em contato com as enregelecidas superfícies dentro do homem que busca se libertar (eis o cavalo correndo para o abismo, lembra-se?), mas por ter a poesia se transformado no vapor d’água que deseja “explodir” na superfície das emoções.

O orvalho na natureza quase nunca se forma à noite, porque o vento favorece a troca de calor; ele é formado no alvorecer. Na natureza humana, porém, os orvalhos geralmente nascem das noites em silêncio ou do frenesi das vozes que ecoam quando estamos sozinhos com nós mesmos; o orvalho nasce do vento que nos beija sem nos tocar, da troca de calor humano, do alvorecer da vida quando tudo parece adormecer ao nosso redor...

Adoro o titulo do teu livro, pois é a amálgama entre o místico (na tradição alquímica, o orvalho é uma das manifestações do Espírito do Universo) e o cerebral das poesias. O orvalho é muito comum na primavera, estação em que cores, formas, perfumes são colhidos... Espero colhê-los também em tua obra.

Sucesso.

Atenciosamente,

Manaíra

Beatriz N. disse...

Nossa! Com certeza eu vou =), será um prazer e uma oportunidade irrecusável de prestigiar uma figura tão ilustre como você =)

Laís disse...

que maravilha nilton!!! parabéns!!!
vou fazer de tudo pra ir =)

beijos!

Shirley disse...

Nilton,

estou muito feliz por mais essa conquista, por mais esse filho... Infelizmente, não estou em Maceió, mas percorrendo meus sertões, como faço sempre que me deixam escapar desse mundo insano dos homens "civilizados". Não voltarei a Alagoas a tempo, mas estarei com você no pensamento e no coração. Deu até um pouco de saudade do primeiro lançamento, quando fui sua assessora, lembra?

Renato disse...

Eh Xiiiiiiiiiiim, mIgUxÊs! NilToN AdErIu À NoVa tEnDÊNcIa MiGuXAnIaNa!

Subsenso disse...

Parabéns pela idéia e força pra continuar a promover cultura num Estado em estado letárgico.

Muito bom "Espelho"!

Luiz Alberto Machado disse...

Parabens pelo trabalho, Nilton, bom rever você na área. Vou indicá-lo nas minhas páginas.
Abração
www.luizalbertomachado.com.br